sexta-feira, maio 25, 2007

Prece


"Tende infinita piedade delas, Senhor, que são puras
Que são crianças e são trágicas e são belas
Que caminham ao sopro dos ventos e que pecam
E que têm a única emoção da vida nelas."

Do poetinha...


Foto de Manu Melo Franco

Um comentário:

pRoeta disse...

Como são puras as belezas recém nascidas! Como são macias e ternas e tenras e adocicadas! São quase aveludadas! Mas não sei por que eu suspiro pelas belezas velhas, enrugadas!


proeta